21 de maio de 2016

Resenha: Encrenca

Título Original: Trouble
Autor: Non Pratt
Editora: Verus*
ISBN: 978-85-7686-410-3
Ano: 2016
Páginas: 307
Avaliação: ★★★
Sinopse: Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita. Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade. Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.


Hanna Sheppard tem tudo para ser uma "anti-heroína" literária perfeita: É uma das garotas mais rodadas do colégio, um tanto fútil e egoísta, tudo isso aos 15 anos. Mas sua vida sofre uma reviravolta imensa quando ela descobre estar grávida provavelmente de um dos piores e mais babacas alunos do colégio, algo que logo cai no gosto popular tornando-a assunto do momento, já que, por ali, não era um fato tão comum.

Eis que surge Aaron Tyler, um novato que, depois de observar a encrenca que era Hanna, decidiu tomar uma decisão que não só interferiria em sua nova vida naquela cidade como na de Hanna também: Ele se ofereceu para passar-se como pai da criança!
A história relata uma temática da vida adolescente (em sua maioria, pelo menos) de forma bem estruturada: A sexualidade, a banalização dos relacionamentos (amorosos ou apenas afetivo), a transição para a fase adulta e o amadurecimento "forçado", etc.

O esquema de trocas de "locutores" constante da uma dinâmica diferente a leitura, que me agradou, ainda que os personagens sejam bem superficiais. Falta carisma suficiente para que haja uma minima empatia com eles (talvez Aaron consiga apresentar mais isso). Falta ao livro equilíbrio e impacto para transformar uma história simples que prometia bastante em algo produtivo. 

Não há grandes comentários a serem feitos sobre a obra sem que haja revelações de enredos ou que não se torne maçante. De fato Encrenca não é um livro irrisório, mas não me convenceu em quase nenhum momento, mesmo que a leitura tenha sido rápida. Prometeu bastante e não cumpriu. 


*Parceria: Grupo Editorial Record, Selo Verus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...