30 de dezembro de 2015

Resenha: Sangue Na Neve

Título Original: Blod På Snö
Autor: Jo Nesbø
Ano: 2015
Editora: Record
Páginas: 154
ISBN: 978-85-01-09153-6
Avaliação: ★★★★
Sinopse: O mestre do thriller escandinavo está de volta. Olav tem apenas um talento: matar pessoas a sangue-frio. Não há nada que ele preze mais que ter o poder sobre a vida e a morte. Porém, sua natureza sensível é proporcional às suas habilidades como matador de aluguel. Uma vez tentou roubar bancos, mas não deu certo – ele se sentiu tão culpado que foi visitar uma das vítimas no hospital. Agenciar mulheres para prostituição, idem – Olav se apaixona muito fácil. O assassinato foi tudo que lhe restou. Ele leva uma vida solitária em Oslo até se ver envolvido em um trabalho importante para um dos mais perigosos chefes do crime organizado na cidade, Daniel Hoffman. Ao aceitá-lo, Olav finalmente conhece a mulher da sua vida, mas logo se depara com dois problemas. O primeiro é que ela é a esposa do chefe. E o segundo é que ele foi contratado para matá-la.

 Que os livros de Jo Nesbø são ultra populares não é nenhuma novidade, mas essa foi a primeira vez que tive contato direto com alguma de suas obras e fiquei com gostinho de quero mais. 

 Em seu novo thriller, o autor no apresenta Olav, um assassino de aluguel que trabalha para um dos chefes do crime em Oslo, Daniel Hoffman. Apesar de tudo e ironicamente, Olav é uma pessoa sensível e carismática, principalmente fora do seu "ambiente de trabalho". 

"Para resumir, coloquemos dessa forma: não sou bom em dirigir devagar, sou muito sentimental, me apaixono fácil demais, perco a cabeça quando me irrito e sou ruim em matemática."
Página 11

 Vale também ressaltar outra peça importante no desenvolver da obra, o outro chefão de Oslo, o Pescador

 A coisa começa ganhar formas complicadas para Olav quando Hoffman o pede mais um dos seus serviços sujos: Matar sua própria esposa, Corina. O motivo? Traição. Mas logo descobrimos que há muita coisa por trás de uma simples traição rotineira e a missão de Olav torna-se ainda mais complicada quando ele se vê afeiçoado por Corina. 

 O desenvolvimento da obra é lento e isso é bom. Diferentemente do que se espera quando um livro é lento, a obra reflete visivelmente a personalidade fria de Olav. A ambientação do cenário também é algo digno de ser dito, já que faz todo contexto da obra ter sentido. 

 Os personagens são outro ponto positivo. Com exceção de Olav, achei todos os outros personagens repugnantes e, quando isso acontece, é sinal de que o envolvimento com a leitura está acontecendo dentro dos conformes.


 O ponto negativo foi a finalização que, ao meu ver, teria caixa para mais cenas impactantes, sem falar na falta de explicação do que aconteceu com alguns personagens (há coisas que não dá para aceitar facilmente...). Talvez não tenha sido realmente necessário, mas fiquei curioso.

 No mais, um excelente thriller que despertou minha curiosidade para conhecer outras obras de Jo Nesbø. Ultima leitura de 2015 em alto nível!

4 comentários:

  1. Adorei a resenha, me despertou uma vontade gigante de ler esse livro!
    http://leituraa1000.blogspot.com.br/2015/12/enquete.html
    Participe da nossa enquete!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. A premissa boa, os personagens estarem desenvolvidos me agradam e o estilo literário é o meu. Além disso, como tenho curiosidade sobre a escrita do autor, acredito que eu vá gostar bastante.
    Excelente resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Acabei de conhecer o seu blog através de um blog amigo.
    Parabéns, ele é ótimo e estou seguindo. Me segue também?
    Desejo que você tenha um ano abençoado
    com muita paz, saúde e sucesso!!!

    ResponderExcluir
  4. Carlos, esse livro já chama a atenção desde a capa. Definitivamente, é o tipo de trama que eu leria, pelo gênero e por seus comentários... se há envolvimento e personagens complicado, então deve ser tudo de bom. Pena que o final deixou um pouco a desejar, mas me parece que o resto acabou compensando...

    Ótimo texto!

    Abraços,
    http://www.universoliterario.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...