21 de junho de 2015

Resenha: Eu Te Darei o Sol

Título Original: I'll Give You The Sun
Autor: Jandy Nelson
Ano: 2015
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
ISBN: 978-85-8163-646-7
Avaliação: ★★★
Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, Eu Te Darei o Sol é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.







 O livro conta a vida de Noah e Jude, um casal que apesar de gêmeos, eles são muito diferentes: Ela é uma garota agitada: Não há meios termos com ela. Sua determinação e coragem são algo que o pai admira (apesar da fase "aborrecente"). Ele é um garoto tímido e reservado, porém um exímio artista que aparentemente já nasceu pronto para ser um pintor renomado e, até por isso, ele tem maior atenção da mãe que é professora de artes. 

 As coisas entre os dois começam a ficar inda mais tensas depois de um terrível acidente que afetaria e muito a vida deles e da família. Não bastasse isso, eles teriam que lidar com mais um pequeno problema chamado amor: Ambos estavam apaixonados pelo mesmo garoto. Sim, isso mesmo que vocês entenderam. É o segredo da vida de Noah, que guarda pra si mesmo a sete chaves. Agora, até quando ele conseguirá esconder sua opção? 


 A obra é narrada nos pontos de vista tanto de Noah quanto de Jude, não seguindo uma linha do tempo progressiva, mas alternando entre datas e períodos (passados ou presentes) de ambos, o que, ao meu ver, foi interessante. 

 O livro é muito mais que um mero romance ou triangulo amoroso, mas aborda veementemente o relacionamento "conturbado" de uma família aparentemente normal. Noah e Jude, apesar de tão diferentes (o fato de serem gêmeos a parte) são duas pessoas que, querendo ou não, pensam de forma parecida, mas a grande diferença entre eles está no fato dele ser mais reservado e ela bem expansiva. 

 A forma como eles narram suas aventuras (nem sempre terminando de forma feliz) é peculiar. Dá uma sensação de estar lendo um diário de memorias dos personagens, deixando uma aura diferente a se envolver com a história.

 Apesar de tudo, a história não conseguiu me prender. Sabe quando você lê um livro e, por muitos momentos precisa voltar a leitura toda pois não lembra do que aconteceu por que se dispersou? Eis o que aconteceu comigo. Não, não é um livro ruim, porém poderia ser mais objetivo e menos cansativo, ao meu ponto de vista. "Não rolou química entre nós", digamos. O enredo não fugiu tanto do obvio, mesmo com tantas temáticas que ele aborda e que poderiam ser muito mais exploradas. 

 Eu Te Darei o Sol é um YA não com uma história grandiosa mas que ainda assim possui seu encanto e méritos, principalmente no que diz respeito as relações interpessoais e todas suas consequências diante de decisões e atitudes do outro.

 Este livro é o segundo livro da autora Jandy Nelson publicado pela Novo Conceito, sendo o primeiro O Céu Está Em Todo Lugar

4 comentários:

  1. Carlos, meu interesse pela obra foi, a priori, por conta da autora. Achei o livro lindo e a premissa interessante, também. Confesso que tomei um susto com suas três estrelas no skoob (não que seja uma nota ruim,mas...). Agora, ao saber o que de fato incentivou sua nota, permaneço com vontade de conferir a trama. Realmente há momentos em que estamos assim e a leitura não fui muito, mas, mesmo assim, parece ter valido a pena... e eu espero conferir e gostar.

    Abraços,
    http://www.universoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou quimica Fran. Como disse, poderia ser melhor trabalhado, senti um tanto massante. Mas vale conferir, não é ruim.

      Excluir
  2. Oi
    é a primeira resenha que leio desse livro e estava curiosa para saber sobre o que se fala, a premissa dele é interessante, deve ser uma leitura legal e eu gostei da sua resenha muito explicativa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Carlos,
    Gostei da sua resenha, foi bem concisa.
    É bem chato quando acontece isso, né? Estamos lendo um livro e "OPA, que isso aqui que já não lembro mais"? Fica bem cansativo mesmo.

    Beijos,
    Miss Sorrisos Blog
    Twitter|Wattpad|Instagram


    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...