21 de maio de 2015

Resenha: Um Tigre Para Malgudi

Título Original: A Tiger for Malgudi
Autor: R. K. Narayan
Ano: 2012
Editora: Guarda-Chuva
Páginas: 528
ISBN: 978-85-99537-22-0
Avaliação: ★★★
Sinopse: Um tigre rememora o passado desde a juventude selvagem, como implacável soberano da floresta, até tornar-se discípulo de um asceta nas montanhas. Raja, um magnífico exemplar do Jardim Zoológico de Malgudi - a "efervescente cidade pequena no Sul da Índia". Com ferocidade insaciável, o tigre assalta as noites de pacatos vilarejos; é capturado, sofre privações atrozes, transforma-se em atração de circo e participa de um set cinematográfico. Subjugado à ambição humana por riqueza e poder, descobre que o passaporte para a fama não passa de mais uma escravidão grotesca. Qual terá sido a identidade de Raja numa encarnação anterior? A resposta não é clara; os indícios para decifrá-la encontram-se nas vicissitudes do presente. Na plenitude de sua maturidade literária, numa de suas mais belas e prazerosas histórias, o escritor indiano alterna páginas de reflexão profunda com humor perspicaz e cria uma voz narradora tanto inédita como inesquecível.

 Com uma premissa singular, a estória de Um Tigre Para Malgudi conta a trajetória "autobiográfica" de Raja, um tigre como nenhum outro é capaz de ser. Raja é diferenciado: Mesmo que não fale como os humanos, ele é capaz de raciocinar, de ter opinião própria e refletir tanto sobre sua existência quanto de todos os outros que o rodeiam. O próprio tigre narra sua vida, desde sua nascença a sua chegada na longínqua Malgudi e todos os acontecimentos subsequentes a isso. 

 Depois de crescer e se estabelecer como o "rei" da selva, Raja, por ironia do destino, termina sofrendo com a força humana, capaz de prendê-lo em uma jaula de um zoológico e, futuramente ser treinado para tornar-se a maior atração de um circo.

"As pessoas comportam-se conforme suas predisposições e, mais cedo ou mais tarde, colhem o que plantaram. Esta é a lei natural da vida, tão inevitável como o amadurecimento de uma manga no pé durante o verão ou  a queda de uma folha seca no outono."
Página 63

 Malgudi é uma cidade indiana que, apesar de ser diferente, consegue preservar os aspectos culturais e cotidianos da Índia (talvez por isso o nosso personagem central seja um Tigre, animal popular ali). Vale a ressalva que o autor R. K. Narayan, é considerado um dos maiores romancistas Indianos do século XX.

 A vida do tigre é uma série de fatos que, aos olhos dos homens são motivos de atenção e medo, mas que, para ele é apenas instinto. Alias, um desses fatos que proporcionaram que ele viesse chegar até Malgudi.

  A sensibilidade e simplicidade da obra são os aspectos de maiores destaques do livro. Mesmo que sua história não tenha sido tão profunda, ao meu ponto de vista, é inegável a qualidade de escrita do autor. Ele consegue tirar de coisas simples (e até mesmo bobas) boas lições.

"Nenhum relacionamento, humano ou de qualquer tipo, nenhuma relação pode durar para sempre. A separação é a lei da vida, desde o ventre materno. Quem deseja viver conforme a vontade de Deus tem que aceitar esse fato."
Página 223

 O bom humor também é marca da obra, já que mesmo em momentos de adversidade os personagens demonstram "saber" como lidar com a vida.

O livro fisicamente falando é muito bem feito. Um capricho incrível da editora, que me fisgou para a obra pela sua capa. A tradução foi feita por Léa Nachbin, que conseguiu preservar a intensão do autor através das palavras.

 Não há muito mais o que ser dito sobre o livro, já é muito mais para ser sentido que propriamente falado. Uma história atípica porém que inspira e toca o leitor. Fica a curiosidade para conhecer outras obras do tão falado autor.


Parceria: Editora Guarda-Chuva

4 comentários:

  1. Oi! Realmente, o tema é bem diferente. Gostei muito e fiquei curiosa, muito bom conhecer este livro. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa sinopse e resenha super interessantes... mas ainda estou em dúvida se encaro a leitura...
    beijos enormes
    http://cantodadomino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura diferenciada. Leia quando estiver pronta pra encarar um livro mais reflexivo do que explosivo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...