2 de abril de 2015

Resenha: Osbert, O Vingador

Título Original: Osbert the Avenger
Série: Histórias de Schwartzgarten, Livro 01
Editora: Bertrand Brasil (Record)
Autor: Christopher William Hill
ISBN: 978-85-286-1678-1
Ano: 2015
Páginas: 266
Avaliação: ★★★★
Sinospse: Schwartzgarten é um lugar estranho. À primeira vista, trata-se de uma cidade como outra qualquer. Entretanto, por trás dessa aparência comum se esconde um passado sinistro, repleto de violência e batalhas sangrentas. Para Osbert, que cresceu ali, a cidade não é tão esquisita assim. Bem, pelo menos não até ele ser aceito no Instituto. Considerada a melhor escola de Schwartzgarten, o Instituto é também um lugar cruel, comandado por professores sádicos, que gostam de torturar seus alunos. Caladas, as crianças aceitam as duras punições sofridas, e, com certeza, Osbert fará o mesmo... Certo? Errado, muito errado! Pelo contrário: quer que os professores paguem pela sua crueldade, da pior maneira possível. Eis que surge então Osbert, o Vingador, um justiceiro frio e determinado, disposto a destruir cada um de seus inimigos.


 Osbert Brinkhoff sempre foi considerado pelo seu pai, o Sr. Brinkhoff, aquele que viria ser o orgulho de sua respeitável família que vivia no centro da estranha Schwartzgarten. Inteligente desde sempre, Osbert sempre preferiu a companhia dos livros de Álgebra e Física que brincar com outras crianças. Seu hobby era passear pelo Cemitério Municipal de Schwartzgarten. 

 A maior frustração da vida do Sr. Brinkhoff é não ter conseguido ser aceito no Instituto, considerada a melhor escola daquele local. Porém, a contrapartida, lá também é considerado um dos locais mais crueis e cavernosos para um aluno estudar. Depois de contratar a Babá não sabe-se o nome dela (com um passado um tanto curioso e sombrio) para educar, ele decide que é o momento certo de fazer Osbert entrar para o Instituto. 

 Depois de ser aprovador e de conhecer Isabella Myop (e os professores carrascos) naquele horripilante lugar, Osbert sofre uma das maiores injustiças já feitas em Schwartzgarten. É ai que, por um acaso do destino, nasce "O Assassino de Schwartzgarten".

"Jornal de Schwartzgarten: O Informante"
 Ao ler a obra, me vi em um filme criado pelo famoso diretor de cinema Tim Burton, por suas características marcantes: aquela aura sombria, situações "cômicotoscas", personagens excêntricos e uma cidade "assombrosa" com um passado pesado e sangrio. Sério, se por um acaso esse livro for adaptado, não haverá pessoa melhor para dirigi-lo. 

 Falando dos personagens, Osbert é um garoto que, apesar das suas peripécias, consegue nutrir no fundo de seu coração um sentimento puro: o amor por sua família (e a Babá) e por sua amiga Isabella Myop, que (assim como previ), também guarda seus segredos.

 O livro consegue entreter o leitor de uma forma que o "ler só mais um capítulo" acontece constantemente. A narrativa também é fluida peculiar, fazendo valer sua relação com o cenário e os personagens. A capa do livro é algo a ser ressaltado, tanto por seu estilo fosco, letras envernizadas e o nome "Osbert" holográfico (que top)!

  Ao contrário do que parece, o livro não é pesado, não é sanguinário (tipo The Walking Dead), pelo contrário, é muito divertido, tosco (no bom sentido) e diferente. Fica a dica de leitura a todos!

Leia um trecho | Skoob
Parceria: Grupo Editorial Record (Selo Bertrand Brasil)

7 comentários:

  1. Que livro lindo com diagramação belíssima e dentro nem se fala kkk beijos
    beijinhos ^~
    http://livro-azul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oláá! Adorei a sinopse e a resenha ficou ótima, me encantei pelo livro! E todas as páginas são desse jeito dessa foto?! Se for é lindo, coloquei ele na minha lista de leitura para esse mês hehe :D

    Beijão da Lari <3
    Brilliant Diamond | Fan Page | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Essas páginas sao as ultimas do livro e representam o jornal "O Informante" contido na obra

      Excluir
  3. Oláá! Adorei a sinopse e a resenha ficou ótima, me encantei pelo livro! E todas as páginas são desse jeito dessa foto?! Se for é lindo, coloquei ele na minha lista de leitura para esse mês hehe :D

    Beijão da Lari <3
    Brilliant Diamond | Fan Page | Twitter

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece incrível! Eu adoro leituras juvenis, e enquanto eu lia sua resenha não deixei de pensar igual você, se esse livro for adaptado teria que ser pelo Tim Burton!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  5. Que legal essa resenha eim... meus parabénsss... adorei!
    Beijosss
    http://cantodadomino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha foi de peso agora, fiquei mega interessada no livro, amo livros assim parabéns pela resenha novamente, pois ela está sensacional! http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...