22 de março de 2015

Resenha: A Mais Pura Verdade

Título Original: The Honest Truth
Editora: Novo Conceito
Autor: Dan Gemeinhart
ISBN: 978-85-8163-633-7
Ano: 2015
Páginas: 224
Avaliação: ★★★★
Sinopse: Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante, Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça.  A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.
Skoob

 Em seu primeiro livro, Dan Gemeinhart trás para o mundo um garoto que poderia ser qualquer outro, mas algo nele o torna especial, essa é a mais pura verdade. Uma história simples, leve e, ainda que tenha seu teor dramático, divertida.

 Mark tem tudo para ser um garoto normal: uma família unida e atenciosa, uma amiga incrível e um cachorro que é o seu maior companheiro. Mas Mark tem uma doença grave e, se não tratá-la, seus dias estariam contados. Seus familiares e amigos evitam falar no assunto, para que o garoto se sinta o mais normal possível (que de fato, é).


 Depois de muitos anos de luta e da situação aparentemente controlada, seu câncer volta ainda mais intenso. Mas, ele não aceita a doença e, "revoltado" com a situação, ele decide deixar tudo para trás (ou quase tudo) e partir para realizar seu maior sonho: Escalar o perigosíssimo Monte Rainier, talvez sendo sua ultima aventura. Consigo, ele está apenas com uma maquina fotográfica (que ele viria usar a cada momento considerável único para ele), caderno e caneta principalmente para escrever seus tão queridos haicais, equipamentos de alpinismo e, claro, seu fiel escudeiro Beau, o seu cachorro.

“Um estranho é só um amigo que você ainda não conheceu”
Página 136

 Do outro lado da história conhecemos Jessie, melhor amiga de Mark e que cresceu e acompanhou toda sua jornada, desde seus segredos à luta pela vida. E é nesse critério que o livro apresenta um diferencial: Entre cada capitulo narrado por Mark, temos "meios capitulo" que são narrados em terceira pessoa na visão de Jessie e dos familiares do garoto. Enquanto de um lado vemos as desventuras do garoto, do outro vemos o sofrimento dos amigos e parentes dele. 

 Um ponto que achei favorável a história é o personagem central ser mais humano que em geral costuma ser em estórias do gênero. Mark questiona a todo momento sua existência (desde a doença à vida) e é determinado em seus objetivos. Ele tem total dimensão de seu problema mas consegue ser forte (pelo menos na presença dos pais). Sua trajetória até o Monte não seria nada fácil, claro. Exigiria bastante determinação do jovem e persistência para ele alcançar seu objetivo, mesmo com tantas pedras no caminho (algo que serve para nossa vida real).

 Ainda que eu aparentasse mais intenso do que é, A Mais Pura Verdade cumpre com o que prometeu. Desde que li a prévia do livro, surpreendentemente criei uma certa expectativa pela leitura dele. Talvez a história não seja tão boa, mas o fato dela ter conseguido me envolver do inicio ao fim e ter fluido tão bem que, ao chegar no final ficou a sensação de "queria mais", fizeram valer as quatro estrelas para a obra. 

9 comentários:

  1. Que interessante... nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas gostei da história. Vou procurá-lo aqui, quem sabe entra na minha lista de leitura de 2015? ;)
    Beijos!

    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lançamento novo da Novo Conceito. Olha, como disse, é um livro bem leve e divertido. Tenta ler, acho que você vai gostar ;)

      Excluir
  2. Olá Carlos,
    Eu havia recebido a cartilha de prévia da NC sobre isso, só que não tive infelizmente tempo para ler! :( Achei até o ponto que uma história muito fofa, mas não conseguiu me animar o suficiente para lê-la ao mesmo tempo que estava (estou) entupida de compromissos!

    Beijos,
    Miss Sorrisos Blog


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro bacana. Quando tiver chance, corra pra ler. Vale a pena.

      Excluir
  3. Ei, Carlos Magno!
    Adorei a resenha!
    Eu li esse livro e, como você disse, a leitura fluiu muito facilmente. Achei a história bem legal e me envolvi do início ao fim.
    Abraço

    Minha Secreta Poesia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso que achei o mais legal: a forma que a leitura flui, ainda que o livro nao seja tao grandioso assim. Valeu a pena

      Excluir
  4. Oie amore... parabéns pela resenha....
    Esse não é meu tipo....
    de livro.. eu tô preferindo ler mais os clássicos
    beijos enormes
    www.cantodadomino.blogpost.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha Carlos, e dentre todas as outras (e muitas) resenhas que vi desse livro, essa foi a mais ''completa'', tem todos os detalhes necessários, que me fez ter mais ansiedade ainda para ler esse livro.
    Sem contar que as fotos ficaram lindas.
    Abr
    www.myself-here.tk

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...