28 de novembro de 2014

Resenha: Vingança Mortal

Título: Vingança Mortal
Editora: Amazon
Autor: Raquel Machado
ISBN: 1495987795
Ano: 2014
Número de páginas: 151
Formato: Impresso e Digital
Avaliação: ★★★
Sinopse: Ao receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam? Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer. Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.
Skoob
Comprar: Amazon | Clube de Autores


 Brenda tem uma vida relativamente normal. Desde que casou com Alan, depois de conhece-lo na época do colegial, ela saiu de Lageado Grande para morar em Caxias do Sul. Há 20 anos atrás quando estudavam juntos, eles conheceram aqueles que viriam a tornar-se casais: Luis e Alice, Ricardo e Elenor e, por fim, Nicole e Cristian. Apesar de terem um casamento estável, Alan está imerso em trabalhos e um tanto distante da mulher, além de não querer ter filhos com ela, algo que ela tanto deseja. 

 Todo corria bem, até ela receber uma mensagem da mãe de sua amiga Nicole avisando-a do falecimento dela num acidente de carro. A noticia chocou Brenda. Mas, logo ela percebe/descobre que não tratou-se de um simples acidente de carro que tirou a vida de sua amiga. Estava ali, a partir dali, ligada a uma cadeia de acontecimentos que mudaria o destino de todos. Enquanto mais Brenda fuça aquela estória, mais ela cava um grande buraco que ela mesmo pode cair. Logo, descobrimos que nem todos parecem ser o que são. 

 A estória é narrada por Brenda mas alterna um pouco com outros personagens quando vem os flashbacks, que alias, dão corpo ao enredo. É um livro de altos e baixos. Como pontos positivos destaca-se a dinâmica dos personagens e o desenvolver frenético da estória. As poucas páginas agradaram também, já que não enrola o leitor sem motivos. Outro fator bem abordado é até que ponto uma(s) pessoa(s) pode(m) ir por mágoas do passado, amores antigos e inveja. A autora destacou bem isso. Como negativo, os clichês (aquela sensação de "já sei o que vai acontecer... falei!") e o final muito previsível (no meu ponto de vista), algo que deixa a desejar num livro policial e me fez tirar uma estrela da média final. 

 Enfim, pelo fato de ser curto (li em duas noites) e com uma boa dinâmica, Vingança Mortal pode sim ser lido sem preocupação, até mesmo por quem não gosta do gênero.

26 de novembro de 2014

Parceria: Raquel Machado

 Olá pessoas! 

 Em meio a um novembro movimentado dentro e fora do blog, venho apresentá-los a mais nova parceria do blog Cantina do Livro. Trata-se da autora Raquel Machado, escritora do livro Vingança Mortal disponível tanto em formato físico como digital, que por falar nisso, será a primeira parceria do blog nesse formato (ebook). Conheçam mais sobre autora e livro: 

Sobre a Autora
 Raquel Machado é formada em Ciência da Computação, e participa do mundo das artes desde criança, sendo a literatura uma de suas maiores paixões.

 Há anos em meio à blogosfera literária e com histórias sendo escritas em rascunhos, decidiu tirar do baú suas ideias e compartilhar com o mundo.

 A autora reside no sul do Brasil, na cidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul. Mora com os pais, quatro cachorros e uma estante cheia de livros.

E-mail: raquel.machado2014@yahoo.com.br





Informações sobre a Obra
 Sinopse: Ao receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam? Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer. Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.

Título: Vingança Mortal
Editora: Clube dos Autores / Amazon
ISBN: 1495987795
Páginas: 117
Formato: Impresso e Digital
Gênero: Suspense/Policial

Skoob | Amazon Facebook | Primeiros Capítulos | Orelha do Livro | Google+

 Portanto, fiquem ligados no blog pois em breve teremos resenha da obra. Agradeço a Raquel pela parceria e que ela possa alavancar o livro de alguma forma. Por hoje, é isso.

22 de novembro de 2014

Resenha: Crônicas dos Senhores de Castelo: Efeito Manticore

Título: Efeito Manticore
Série: Crônicas dos Senhores de Castelo, Volume 2
Editora: Verus
Autor: G.Brasman (Gustavo Girardi) & G.Norris (Gustavo Tezelli)
ISBN: 978-85-7686-179-9
Ano da Edição: 2012
Número de páginas: 397
Avaliação: ★★★★★
Sinopse: Na segunda parte da saga Crônicas dos Senhores de Castelo, Kullat, Thagir, Laryssa e Azio estão de volta. E, junto com outros três novos Senhores de Castelo, reúnem-se ao rei de Agas'B para celebrar a liberdade, a paz e a prosperidade no reino. Mas, comandados pelo misterioso feiticeiro Volgo, um grupo de vilões ataca inesperadamente e sequestram um dos nossos heróis. Este é o início de uma jornada eletrizante de resgate, repleta de desafios e perigos desde o reino de Agas’B, passando pelos Mares Boreais e chegando a um planeta totalmente desconhecido. Criaturas mágicas nunca vistas, uma batalha naval violenta e a fúria da natureza são apenas pequenos desafios se comparados ao que terão que enfrentar: um ninho das temíveis e selvagens criaturas chamadas Manticores. Escolhas difíceis e situações dramáticas determinarão o futuro dos nossos heróis, cujo sucesso ou fracasso, poderá mudar o curso da história de todo o Multiverso.

  O reino de Agas'B está novamente em paz. A felicidade e a prosperidade voltam a imperar por ali desde que o antigo rei, sob influencia do maligno Volgo sucumbiu ao poder do Globo Negro. Uma grande festa em celebração foi organizada pelo novo rei Larys e, para ela, foram convidados (ou convocados?) duas das principais peças das aventuras do primeiro volume da trama: Os Senhores de Castelo Kullat (do planeta Oririn) e Thagir (de Newho, planeta Curanaã). Além deles, o automato e leal escudeiro da princesa Laryssa cada vez mais "humano" Azio.

  Logo de cara, as surpresas vieram de cara para Kullat e Thagir: A princesa Laryssa havia decidido entrar para academia dos Senhores de Castelo. Estava sendo treinada por outros dois (ou três?) Senhores de Castelo desconhecidos pelos dois amigos: Uma era Driera, o outro Iki-Dau. O segundo possui uma característica peculiar que o faz único: Duas almas distintas, duas pessoas, em um mesmo corpo. O que para muitos poderia ser confuso, para mim foi uma das excelentes sacadas dos autores do livro. Um dos meus personagens favoritos. 
Volgo

  Paralelo a isso tudo retratado até aqui, Volgo agora ressurgido das cinzas (ou da rocha? Só lendo para entender), uniu forças e um pequeno "exercito" para uma missão até então secreta para nós leitores. Aliado aos terríveis Grot, Ivora e Willroch. Para por em prática seu maligno plano, Volgo estraga a festa (de fato) em Agas'B e sequestra um dos personagens centrais da trama.

  Se no primeiro volume o leitor está sendo lançado as aventuras da série, o segundo é digno de louvor. Visivelmente está o amadurecimento tanto dos personagens e da forma que eles foram desenvolvidos quanto da forma como é abordado enredo e escrita. O "mundo" desse volume é mais amplo e mais explorado que no anterior. Novos seres e espécies dão aquele toque de algo mais. Há também as aventuras paralelas como a que envolve Kullat, para recuperar um bracelete a tempos perdido como "recompensa" por algumas ações de Thagir no livro anterior, que o fez perder o seu antigo bracelete. Por falar nessa aventura, mais dois personagens que não apareceram tanto mas que com certeza terão papéis importantes daqui pra frente: "o ladrão e o bobo". Olho neles. 

   Quanto aos Senhores de Castelo, os amigos Thagir e Kullat já são mais que conhecidos e só encorpam a obra. Se por um lado Thagir está cada vez mais introspectivo e reflexivo em suas decisões, Kullat continua cada vez mais bem humorado e impulsivo. Altas emoções estão reservadas para os dois. Driera e Iki-Dau são um show a parte. Simplesmente amei a criação, desenvolvimento e aplicação de ambos na estória. Acrescentaram e MUITO a obra. Tem algumas coisas que eu queria falar muuuuito sobre eles dois/três mas não devo porque são spoilers sem tamanhos.

  Laryssa que no primeiro livro me cativou, no segundo foi o ponto baixo, não por falha dos autores mas por atitudes da própria personagem que por várias vezes põe as coisas/soluções em risco. Azio, o automato, está incrivelmente diferente, física e emocionalmente falando, depois das "melhorias", segundo o próprio.

  Se eu antes gostava e admirava a série, hoje eu sou assumidamente fã e já conto os segundos para ler Maré Vermelha, terceiro livro da saga. Cinco estrelas para esse livro que é um prato cheio para os leitores que, assim como eu, aprecia uma boa literatura fantástica.


Série Crônicas dos Senhores de Castelo:
  1. O Poder Verdadeiro
  2. Efeito Manticore
  3. Maré Vermelha

21 de novembro de 2014

Giz Editorial - Novidades | Novembro‏

EVENTOS


LANÇAMENTO

Eterno Castigo
Autor: Kizzy Ysatis
ISBN: 978–85–7855–233–6
Páginas: 152 | Peso: 0,287 | Formato: 16x23

Sinopse: Eterno Castigo, quarto volume dos Cânticos do Paralelo Noturno, é uma coletânea de histórias escritas e ilustradas por Kizzy Ysatis e dividida em duas partes. Na parte I (contos) encontram–se reescritos os antigos contos vampirescos do autor, junto a eles somam–se mais dois inéditos. Na parte II (novela), o autor inova em Perfume para Kaori, realizando o primeiro crossover entre vampiros da Literatura Fantástica Brasileira, ao unir o universo de dois dos mais expressivos personagens do gênero: o vampiro Luar e a kyuketsuki Kaori, criada por Giulia Moon. Presente em dose dupla para os fãs.



20 de novembro de 2014

#NovembroCastelar

Olá pessoas! 

Maré Vermelha, Volume 3 da Série
  Hoje venho apresentar e convidar-los para embarcar conhecer e participar do #NovembroCastelar. Mas afinal, do que isso se trata? Nada mais é do que uma comemoração dos cinco anos da série Crônicas dos Senhores de Castelo e o lançamento do terceiro volume, Maré Vermelha, uma trilogia (até então) criada pelos autores curitibanos G. Brasman e G. Norris (Gustavo Girardi e Gustavo Tezelli, respectivamente).

 Serão vários desafios, atividades, concursos e sorteios realizados no Facebook e em alguns blogs (Cantina do Livro está nessa) durante todo o mês de Novembro. Para participar do evento no facebook.

  Para quem quiser conhecer melhor o multiverso da série, no site oficial possui MUITA informação boa sobre ela. O primeiro livro, O Poder Verdadeiro, já foi resenhado aqui. O segundo será resenhado ainda essa semana (Efeito Manticore) e o terceiro volume... Aguardem maiores novidades sobre isso! Por enquanto, isso é tudo. Fiquem ligados no Cantina do Livro!

16 de novembro de 2014

Top 5: Literatura Francesa

  Bonjour! Cada dia mais presente entre minhas leituras e prateleiras, as grandes e boas obras da Literatura Francesa tem ganhado destaque. Diante disso, fazendo alguns levantamentos, decidi hoje selecionar para o Top Five aqueles livros que mais marcaram e o porque de suas escolhas. São eles: 

6 de novembro de 2014

Resenha: Os Miseráveis

Título Original: Les Misérables
Coleção: Série Ouro - Obra-prima de Cada Autor | 2 Volumes
Editora: Martin Claret
Autor: Victor Hugo
ISBN: 978-85-7232-723-7 (Volume 1), 978-85-7232-724-4 (Volume 2)
Ano Lançamento: 1862
Ano Edição: 2007
Páginas: 1400 (793 Volume 1 | 607 Volume 2)
Avaliação: ★★★★
Scans
Sinopse: A riqueza imagística e formal de sua lírica fez de Victor Hugo o maior poeta francês, e um dos seus mais importantes prosadores. Hugo produziu várias obras-primas, em verso e prosa. Seu monumental romance épico Os Miseráveis (2 volumes), publicado ainda quando estava no exílio, em 1862, foi um dos maiores acontecimentos literários da época, e continua a encantar leitores de todo o mundo. Romance social marcado por uma vasta análise de costumes da França do século XIX, Os Miseráveis revela uma grande complexidade tanto sob o ponto de vista da escrita como da própria trama ficcional, misturando realismo e romantismo. A obra é uma poderosa denúncia a todos os tipos de injustiça humana. Narra a emocionante história de Jean Valjean — o homem que, por ter roubado um pão, é condenado a dezenove anos de prisão, até a sua morte iluminada pelo sofrimento.Os Miseráveis é um livro inquietantemente religioso e político.

Este livro é um drama cujo primeiro personagem é o infinito. O homem é o segundo." Parte II, livro VII, Capitulo I
Volume 1, Página 491

  Primeiramente, gostaria de deixar claro que não irei conseguir transcrever exatamente os meus pensamentos sobre a obra (Anestesiado ainda). A história de Os Miseráveis se passa entre dois momentos históricos da França: Desde a Batalha de Waterloo, em 1815, que representou o fim do sonho imperialista de Napoleão Bonaparte, e os motins em Paris no mês de junho de 1832, quando estudantes republicanos tentaram, em vão, derrubar o regime do rei Luís Filipe I.

  Apresentado o contexto histórico, a história anuncia essencialmente toda a longa e incrível estória de Jean Valjean, um homem que sentiu na pele uma época sofrida. Ele foi preso e enviado a galés para trabalho forçado que, contabilizando fatores subsequentes a isso como tentativa de fugas e outros, acarretou em quase 20 anos de "trabalho escravo". E por que, afinal? Quando criança, Jean perdeu os pais e passou a ser criado pela irmã mais velha. Futuramente ela viria ficar viúva e Jean, já homem, passa a ser o homem da casa, trabalhando para sustenta-los, além dos outros sete (!) filhos da irmã. Sem dinheiro e com fome todos eles, aquela tentativa de roubar um misero pão "dando sopa" viria acarretar em 20 anos de sofrimento e desgraça. Seus parentes? Nunca mais Jean voltaria a ver-los. 

 Depois de confinado e distante do mundo, Valjean veria de perto o repúdio e agressividade de uma população que, além de miserável, era desconfiada de sua própria sombra. Depois de fatigado por caminhar em busca de abrigo e ninguém lhe abrir as portas, Jean viu seu destino cruzar com o Bispo de Digne, Monsenhor Bienvenu, aquele que seria capaz, atraves dos ensinamentos religiosos, re-acreditar na essência humana. Em mais um ato de desespero aliado a fragilidade e usura, Jean viria a roubar os castiçais de prata da igreja. Outro ato perdoado pelo Bispo. A partir dali, a vida do condenado mudaria completamente, ainda que seu eterno carrasco, o Inspetor Javert se torna-se sua "sombra", mesmo que indiretamente.

"Nada como um dogma para criar sonhos. E nada como o sonho para engendrar (sin.: fazer existir) o futuro. Hoje utopia, amanhã carne e osso." 
Página 616, Volume 1

Paralela a história de Jean, conhecemos Fantine, uma garota que viu seu mundo ruir após ser abandonada pelo namorado. Não bastasse as promessas jogadas ao vento, Tholomyès deixaria em sua barriga Euphrasie Fauchelevent, que futuramente seria reconhecida na obra como Cosette. Depois de dar a luz a Cosette, Fantine partiria para sua terra natal em busca emprego. Para isso, ninguém la poderia saber que ela tinha uma filha e não um marido. Por isso, depois de ver e acreditar no amor de um casal com suas respectivas filhas, Fantine decide deixar a pequena filha com aquele casal, enviando mensalmente parte do seu salário para custear as despesas de Cosette. Mal ela sabia do que o casal Thénardier seria capaz. A vida de Fantine também mudaria e muito daquele dia adiante... para pior. 

 Os anos passariam e conheceríamos mais alguns personagens que fariam toda a obra ganhar corpo, como Marius Pontmercy, aquele que viria a ser o amor platonico (ou quase isso?) de Cosette e um dos personagens centrais do segundo volume do livro, o pequeno e "malandro" (no bom sentido) GavrocheEnjolras, um dos estudantes revolucionários.

 Tentando descrever Os Miseráveis em duas palavras: Excepcionalmente fantástico! Não há palavras na terra que possam de fato descrever a imensidão da obra que Victor Hugo conseguiu desenvolver. O esqueleto da obra compõe-se de pouco mais de 1500 páginas e 5 partes (Fantine, Cosette, Marius, O Idílio da Rua Plumet e a Epopeia da Rua S. Dinis e Jean Valjean), cada uma contendo vários livros (divisões, no caso).

 Diferentemente da maioria das histórias fictícias, Victor Hugo conseguiu construir personagens incríveis e reais em um ambiente real para uma sociedade real. Os fatos históricos que envolvia a França durante aquele período foram extenuadamente explorados, não dispensando as tragédias e catástrofes que assolaram a população, não escondendo a verdade, ainda que muitas vezes triste e, quase sempre miserável, fazendo uma alusão ao título mais que justo da obra. Em vários momentos, o autor deixa de narrar a história de fato para mergulhar em pensamentos, conclusões e observações que fazem os olhos brilhar devida tamanha genialidade e precisão.

"Sobretudo nos momentos em que mais é preciso uni-los às realidades pungentes, os fios do pensamento rompem-se no cérebro."
Página 265, Volume 1

  Tentar limitar o que é Os Miseráveis em uma misera resenha seria uma ofensa sem tamanhos para o que representa a obra. Indiscutivelmente o maior (não de tamanho) e melhor livro que eu pude desfrutar em toda minha trajetória literária. Mais que indicado para todos que admiram uma boa escrita e um enredo fantástico. SUPER INDICO. Vale a pena. Leiam. (redundância para ganhar mais leitores vale? huahauhau). De 0 à 5 estrelas, merece 6!

Veja também: 

Divulgação: O Rei de Amarelo

O Rei de Amarelo, Editora Clock Tower
 Então... Cansados da mesma monotonia em certos livros de horror? Pois hoje venho divulgar para vocês o livro "O Rei de Amarelo", lançado pela editora Clock Tower. Como a editora ainda não é grande, a quantidade de exemplares é limitada. Para quem se interessou, aqui vai um review da própria editora:

 O clássico O Rei de Amarelo que inspirou a série True Detective em uma edição especial de fã para fã!

 A Editora Clock Tower, conhecida pela belíssima antologia de contos de H. P. Lovecraft lançada em 2013, está em plena campanha de pré-venda de uma edição de luxo de "O Rei de Amarelo", de Robert W. Chambers. Esse livro é uma coletânea de contos que giram em torno de uma peça teatral maligna, capaz de levar à insanidade todos aqueles com quem com ela entram em contato. A obra de Chambers influenciou escritores, como H. P. Lovecraft, Peter Straub, Stephen King e Neil Gaiman.

 Trata-se de uma edição limitada (menos de mil exemplares), voltada para colecionadores, e com acabamento de luxo: capa dura, laminação brilhante, fita marcadora de página e papel tipo pólen. Além do conteúdo original, o livro contará também com conteúdos extras: biografia inédita do autor, exemplares numerados, ilustrações exclusivas, contos clássicos que inspiraram Chambers e se quiserem os compradores terão seus nomes impressos no livro, entre outras. Os compradores do livro também ganharão um ebook exclusivo, contendo 6 outros contos complementares de Chambers e que foram acrescentados posteriormente à obra original.

 Diante de tudo isto, era de imaginar que o livro fosse custar uma fortuna, não? ERRADO! O livro está custando APENAS R$74,90, e com FRETE GRÁTIS para todo o Brasil! Mas ATENÇÃO: a edição é limitadíssima enquanto durarem os exemplares disponíveis. Portanto, CORRA e garanta o seu AGORA!

1 de novembro de 2014

Resenha: Star Wars: A Trilogia

Título Original: The Star Wars Trilogy
Editora: DarkSide® Books
Autores: George Lucas, Donald F. Glut, James Kahn
Livros: Uma Nova Esperança / O Império Contra-Ataca / O Retorno de Jedi
ISBN: 9788581630144
Ano Edição: 2014
Páginas: 528
Avaliação: ★★★★★
Sinopse: A saga que atravessou o espaço e inúmeras gerações de fãs retorna ao público brasileiro em grande estilo. As histórias clássicas de Luke Skywalker, Han Solo, Princesa Leia, Mestre Yoda e Darth Vader ganham as páginas luxuosas de Star Wars, A Trilogia. A obra reúne os romances inspirados nos três primeiros filmes do universo fantástico criado por George Lucas: Uma Nova Esperança, O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi. Os três títulos chegaram a ser lançados no Brasil, sendo o último deles em 1983. Mas esta é a primeira vez que a trilogia completa é editada em nosso país num único volume, em capa dura. O acabamento segue o padrão quase psicopata de qualidade da editora DarkSide.





 Relativa a famosíssima Trilogia Original da série Star Wars, o volume único da Editora Darkside Books nos apresenta os livros Uma Nova EsperançaO Império Contra-Ataca e, por fim, O Retorno de Jedi. A universo Star Wars se inicia com a publicação do até então não destacado Star Wars: das Aventuras de Luke Skywalker, escrito por Alan Dean Foster baseado no roteiro do que viria a ser o filme Uma Nova Esperança (e livro também), parte da Hexalogia da série de filmes, sendo esses referentes

 A trama inicia-se com o "sequestro" da princesa Leia Organa pelo épico vilão Darth Vader, sobe acusação dela fazer parte da Aliança Rebelde (grupo que buscar derrubar o império de Palpatine e restabelecer a paz na galáxia) e ter roubado o projeto secreto da Estrela da Morte. Antes de ser raptada, Leia envia os "robôs" (não são meros robôs, ora! Dróides!) C-3PO e R2-D2 para o longuiquo planeta Tatooine, na tentativa desesperada de contactar e pedir ajuda ao antigo e "sumido" mestre Jedi Obi-Wan Kenobi, o mesmo que havia treinado Darth Vader antes dele se tornar um Sith/Ir pro Lado Negro da Força. (Incríveis revelações sobre isso acontecem nos livros!)

 Lá em Tatooine, depois de algumas complicações para os dois droides que acabam sendo "escravizados", eles são comprados pelo tio de Luke Skywalker, aquele que mais tarde tentaria se tornar um mestre Jedi (o último?) e personagem central das três obras. Até aqui, a ambientação da obra baseia-se quase que unicamente a Tatooine, apresentado de forma simples e bem descrita. Após isso, adentramos de vez no universo (de fato) e o que ele tem reservado para nós, leitores.  

  É digno de aplausos! Sabe aquela vontade de nunca terminar a leitura de um livro? Pois é isso que acontece desde que se inicia a estória. Assim como os filmes, Star Wars consegue fazer o leitor emergir em um universo paralelo, composto dos mais diversos e incríveis seres e planetas. Os personagens? Memoráveis. Acho que, fora o imperador Palpatine (detestável), todos os personagens principais da trama cativam o leitor, de certa forma (até os maldosos Vader e Jabba). Ah, e por falar em personagens, em meio a um turbilhão de acontecimentos, viríamos a conhecer outros personagens fundamentais para o desenvolvimento da obra como o piloto da nave mais rápida da galáxia (A Millennium Falcon) Han Solo e seu co-piloto e braço direito Chewbacca, o Wookie, e alguns nem tão importantes assim (em relação aos outros dois citados) mas que são também dignos de menções, como Lando Calrissian e Boba Fett.

  Apesar de "escrito" teoricamente por três autores diferentes, as obras possuem características de contextualização parecidas e bem estruturadas, não perdendo em momento algum o seu foco. Quanto as estrutura física do livro...  NOSSA, que livro! Para quem não viu ainda, fiz uma postagem referente a isso aqui. O final de cada livro é uma emoção a parte. Revelações, ritmo frenético e boas surpresas aguardam o leitor, que garanto, não consegue desgrudar da obra.

  Será que o lado fã falou mais alto nessa resenha? Talvez sim, mas deixei a razão falar. Garanto a vocês, vale MUITO a pena cada centavo gasto nessa que é uma das maiores histórias de ficção de todos os tempos. "Que a Força esteja com vocês!"

Os Livros (A Era da Rebelião):
  VI. Uma Nova Esperança:  George Lucas - 198 páginas
  V. O Império Contra-Ataca: Donald F. Glut - 159 páginas
  IV. O Retorno de Jedi: James Kahn - 161 páginas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...