29 de agosto de 2014

Resenha: Almas Seladas

Título Original: Algoritmos Sagrados: Almas Seladas
Série: Algoritmos Sagrados, Volume 1
Editora: Modo Editora
Autor: M. L. Pontes
ISBN: 987-85-65588-23-2
Ano: 2012
Páginas: 228 (1ª Edição)
Avaliação: ★★★★
Capa 1ª Edição
Sinopse: No ano de 1992, no dia 29 de fevereiro, duas crianças predestinadas nascem: Layla e Victor. Layla passa por todo tipo de sofrimento, pessoas queridas, morrem em acidentes bizarros, e a cada morte, uma nova cicatriz aparece em seu corpo. Victor ao contrário, tem uma vida perfeita, um garoto que nasceu incapaz de sofrer. Victor e Layla se encontram e se apaixonam, um amor sem limites. O romance tinha um destino certo, à felicidade, mas eles não sabiam que eram peças de um complexo jogo entre o bem e o mal chamado: Algoritmos Sagrados. Uma história paralela ocorre dividindo a atenção do leitor: Rogério, chefe do departamento do CLA descobre segredos que envolvem uma antiga força que, de forma invisível, influencia a vida das pessoas. As antigas perguntas sobre o bem e o mal serão respondidas, e o céu e inferno nunca mais serão os mesmos.

 A trama de Algoritmos Sagrados começa em 29 de Fevereiro 1992 (ano bissexto!), com três contextos intercalados: O primeiro desenrola-se no Centro de Lançamento de Alcântara. Rogério é o engenheiro chefe do departamento da CLA. Sempre mal humorado e impaciente. Descriptografando um programa em seu computador, ele descobriu algo impactante que o deixou abismado. Aqui mora os maiores segredos do livro. 

 Em São Paulo, Cláudia e seu marido Felipe correm contra o tempo para chegar ao hospital, já que ela está para dar a luz ao seu primeiro filho. Algo estava errado, já que estava no 17º mês de gravidez ainda e ela sangrava bastante. Uma série de contratempos levou a óbito a mãe de Layla. Sim, não nasceu um menino como as ultrassons haviam dito. Felipe não perdoou a garota pela morte de sua mulher. Sua avó Fayola (que também culpava a garota) que assumiu a guarda da neta. 

 No Rio de Janeiro, nascia Victor. Filho de Rômulo e Helena, o garoto nasceu super saudável e tranquilamente. Ainda no hospital, Rômulo recebeu uma ligação avisando que as ações que ele havia investido numa pequena empresa subiam assustadoramente: A Microsoft. Alguns anos mais tarde, ele pediria ao garoto pra escolher uma outra empresa (emergente e ainda se firmando no mercado) para fazer um novo investimento (já rico, naquela época), e por achar o logo "bonitinho e colorido", Victor escolheu nada menos que a Google. 

 Nesse mundo de oposições, os garotos cresceram com o peso nas costas. Ela, tinha o "dedo podre" e voltado para morte, já que quase todas as pessoas que conseguiam se aproximar dela morriam da forma mais sem noção possível. Sua avó insistia ainda guardava ódio pela garota. Fatos que acabaram esfriando o coração gélido de Layla. Já Victor, em "berço de ouro com diamantes" tinha o que quisesse, no momento que quisesse. De um Porshe do ano a mulheres cariocas. Passou na faculdade de medicina em 1º lugar, mesmo contrário a sua vontade. Mas, aquele mundo o incomodava. Ele queria viver uma vida como outro qualquer. E o que aconteceria se "água e óleo" se juntassem? Algo improvável de dar certo? É isso que Marcelo Pontes tentou passar nessa trama. 

 A estória é instigante. Há MUITO mistério que prende o leitor facilmente, principalmente ao que diz respeito a "história paralela" que envolve Rogério. Poucas respostas concretas que aumentam a expectativa pelo segundo livro. Quanto a Layla, desenvolvi uma certa empatia pela garota. Em muitos momentos me vi imaginando como ela conseguiu suportar tanta coisa ruim acontecendo a ela e a todos ao seu redor. Parece loucura o que direi, mas achei ela uma fofa! Victor é aquele "playboyzinho" que se incomoda com esse rotulo e pratica a frase do "dinheiro não trás a felicidade". Ele é um sucesso em quase tudo (ou tudo?) o que faz. Errar seria tão difícil assim? 

 Particularmente, acho difícil avaliar Almas Seladas individualmente, já que é perceptível que a trama vai ser muito mais encorpada e explicativa no segundo volume. Nesse livro, as estórias são bem boladas e envolventes, ainda que em alguns casos "extremas" de mais. Os personagens conseguem "criar laços" com o leitor. Ah, por falar nisso, não posso deixar de citar Carol e Carlão, dois personagens hilários e loucos da trama. Outro fator que me agradou bastante foi a originalidade do enredo, ainda que aparentemente pareça ser algo já lavado no mercado literário (o mocinho azarado e a mocinha sortuda e vice-versa). Ponto positivo pro livro. Como ponto negativo (será que isso seria tão negativo assim?) a forma como os personagens interagem em alguns momentos é um tanto "formal" demais. Poderia ser mais leve. 

 No contexto geral, apreciei bastante a leitura da obra. Irei ler o segundo livro com toda certeza. Preciso de respostas, principalmente para o final desse volume 1 - QUE FINAL!  - que me surpreendeu. Super indicado pra você que gosta de romance, ação, aventura, suspense... Enfim, para todos que queiram apreciar uma boa literatura nacional. 

7 comentários:

  1. Oi Carlos, tudo bem?
    Minha nossa, fiquei muito curiosa pra ler esse livro!
    Não tinha gostado muito da capa, e confesso que geralmente quando isso acontece, nem me esforço pra gostar da sinopse, mas minha nossa, não precisou de esforço nenhum, simplesmente fiquei curiosíssima!
    Espero poder ler esse livro em breve, porque fiquei curiosa demais, haha.

    Um abraço,
    http://obsessivejerk.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa é da primeira edição. A da segunda é diferente, talvez te atraia mais. Quanto ao livro, é muito bom mesmo :)

      Excluir
  2. Olá Carlos,
    Ainda não conhecia o livro, mas achei bem legal a premissa, principalmente por ter essa coisa de algoritmos envolvida. Acho que gostaria de conferir o desenrolar da trama nesse contexto. E o bom é saber ainda que é uma trama nacional, a literatura brasileira cada dia rendendo ótimos frutos.

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A literatura nacional só tende a crescer. Bons frutos já estão saindo.

      Excluir
  3. Uau! A capa é muito linda, por si só chama bastante atenção. Adorei a resenha, essas histórias que relacionam vários personagens distintos tem que realmente ser muito bem construído pra não se perder, e esse mistério todo dá uma incrementada indispensável. Fiquei curiosa em ler!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova de "No Escuro" no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
  4. Oi!!
    Adorei a resenha!
    Apesar de achar a premissa bem interessante, fiquei ainda meio dividida e acho que não leria no momento.
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro. Ele tem todos os elementos que gosto em uma leitura, a capa é muito bonita e é ótimo ver mais um livro nacional se destacando.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...