19 de outubro de 2013

Resenha: ADQS

Título: ADQS - Desvendando a Organização Secreta
Autor: Fabiana Cardoso
Ano: 2012
Editora: Modo Editora
Páginas: 424
ISBN: 978-85-65588-32-4
Avaliação: ★★★
Sinopse: Cíntia encontra-se envolvida com um criminoso de Florianópolis, até presenciá-lo cometendo um assassinato e perceber, então, o perigo que está correndo. Mas em sua fuga desastrosa é presa em flagrante por tentativa de homicídio. Suas alternativas são: denunciar o 'namorado', praticamente, assinando sua sentença de morte ou ser presa e permanecer um longo tempo na prisão. Na delegacia acaba conhecendo Henrique, um homem charmoso e misterioso que faz uma proposta - a garantia de que não irá para a cadeia. O que ela não imaginava é que seria recrutada para fazer parte de uma organização secreta, assumindo a identidade de Thaís Torres e se mudando para São Paulo. Agora a mais nova agente da ADQS terá que investigar crimes que a polícia comum não conseguiu resolver, arriscando sua vida nas operações pouco convencionais da organização. Aos poucos, Thaís desvenda os mistérios da organização secreta, vivendo fortes emoções em suas missões e se arriscando em um romance proibido. Mistério, aventura, humor e romance fazem parte desta trama.
  ADQS é um livro que, apesar de oscilar bastante, conseguiu agradar-me. Porque? Já explico. 
 Fabiana Cardoso nos apresenta a história de Cintia, uma jovem Catarinense que viu-se envolvida (indiretamente) no assassinato de seu melhor amigo pelo seu então namorado e traficante, o Walter. Dado alguns fatos, ela termina conhecendo Henrique, um advogado que garantiu que ela não seria presa ou condenada, fato que não ocorre. De uma forma (que não contarei), ela termina sendo recrutada a participar da ADQS (Acima de Qualquer Suspeita), uma "agência" anonima que trabalha e age de forma mais eficiente que a própria policia, por assim dizer. Para isso, Cintia tem seu passado "apagado". Tudo que ela foi, fez e era deveria cair no esquecimento e não mais contado a ninguém (uma das regras), tendo ela assumido uma nova identidade: Thaís Torres. 

 É nessa perspectiva que ela segue sua nova vida, conhecendo novas pessoas, fazendo amizades e descobrindo novos amores (algo que poderia complicar seu futuro). Assim como Thais, todos os recrutados da ADQS são pessoas que receberam uma nova chance de escrever sua história, mesmo que de forma não tão liberal assim. 

  De fato, não havia criado nenhuma expectativa em relação ao livro, tendo em vista que algumas resenhas lidas sobre ele variavam bastante. A dinâmica da estória começa frenética, o que de fato favoreceu a vontade de ler aumentar. [Pitaco: Acho que poderia dar uma boa série de TV]. Acredito que o primeiro capitulo fez com que eu quisesse conhecer de fato a trama, acima até da sinopse. Porém, depois da metade do livro, achei que ele torno-se cansativo e não consegui achar a mesma empolgação que havia visto nos capítulos que se passaram. Os personagens (alguns) que estavam sendo bem desenvolvidos começaram a ficar mecanizados, o que provavelmente fez com que o rendimento caísse. Os casos já não eram surpreendentes e/ou  resolvidos muito facilmente. Acreditem, achei o romance (de quem? Não sei) como ponto positivo da estória.

 Apesar de não parecer, pelo que eu já descrevi, eu gostei do livro. Os pontos positivos sobressaem aos negativos. No contexto geral, ADQS é, acima de qualquer suspeita, um bom livro policial pra ser lido e que terá uma continuação. 

7 comentários:

  1. Ah, achei a história bem interessante, não conhecia e vejo pouco desse gênero por aqui.
    Não gosto de capas com rostos, mas adorei essa!


    beijos
    Bia - www.livredujour.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Eu sou louca por esse livro faz tempo! E a sua resenha foi a primeira negativa que li. Mas ainda sou curiosa pela história. Acho muito bacana uma agência secreta na qual os agentes são criminosos. A única coisa que achei meio errado foi o fato da protagonista não ser de fato uma criminosa; pra mim o contrário só a faria mais legal, se autora a desenvolvesse da melhor forma.
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é nem que seja negativa, de fato eu gostei. Porém, ao meu ver, os pontos negativos sobressaíram aos positivos. Mas vale a leitura.

      Excluir
  3. Oi Carlos!

    Já tinha visto esse livro pela blogosfera e como você disse as resenhas variam. Eu fiquei interessada por se tratar de um livro policial e mesmo que ele fique cansativo como falou acho que leria se tivesse oportunidade.

    Abraço

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Carlos!
    Tenho muita vontade em ler esse livro, pois desde que vi sobre o lançamento, ele me atraiu. Mas nossa, fiquei chateada com o ponto negativo que você citou. É ruim quando o livro acaba perdendo aquele começo "épico", que consegue nos ganhar logo de cara. Triste. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  5. Vixe, fico triste que você não tenha gostado tanto, achei até que a nota ia ser menor pelos tantos pontos negativos da resenha. Mas enfim, já tinha ouvido falar desse livro e achava a premissa muito positiva, pena que tem tantos pontos negativos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Carlos
    Foi muito bom ler a sua resenha. Estou escrevendo a continuação de ADQS e as resenhas tem me ajudado muito. O segundo livro vai ficar mais compacto que o primeiro.

    Abraços Fabiana Cardoso

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...