1 de junho de 2013

Resenha: O Filho de Netuno

Título Original: The Son of Neptune
Série: Heróis do Olimpo (The Heroes of Olympus), Volume 2
Editora: Intrínseca
Autor: Rick Riordan
ISBN: 978-85-8057-180-6
Ano: 2012
Número de páginas: 432
Avaliação: ★★★★

Sinopse: A vida de Percy Jackson é assim mesmo: uma grande bagunça de deuses e monstros que, na maioria das vezes, acaba em problemas. Filho de Poseidon, o deus do mar, um belo dia ele acorda de um longo sono e não sabe muito mais do que o seu próprio nome. Mesmo quando a loba Lupa lhe conta que ele é um semideus e o treina para lutar usando a caneta/espada que carrega no bolso, sua mente continua nebulosa. De alguma forma, Percy consegue chegar a um acampamento de semideuses, mas o lugar não o ajuda a recobrar qualquer lembrança. A única coisa que consegue recordar é outro nome: Annabeth. Com seus novos amigos, Hazel e Frank, Percy descobre que o deus da morte, Tânatos, está aprisionado e que Gaia pretende reunir um exército de gigantes para dominar o mundo e reescrever as regras da vida e da morte. Juntos, os três embarcam em uma missão aparentemente impossível rumo ao Alasca, uma terra além do controle dos deuses, para cumprir seus papéis na misteriosa Profecia dos Sete. Se falharem, as consequências, é claro, serão desastrosas.
RESENHA SEM SPOILER DO PRIMEIRO LIVRO

Como já se sabe a pelo menos seis livros, a vida de Percy Jackson é sempre uma loucura. Depois de liderar (involuntariamente ou não) grandes missões que mudaria o mundo, o garoto agora encontra-se em um dilema pior: Amnésia. Ele não lembra de nada que ele fez, com quem, quando e como. A sua única lembrança é de seu amor Annabeth Chase

 Nesse meio tempo (oito meses, para ser mais exato), ele foi treinado por uma loba, Lupa, que aos poucos vai tentando ajudar a Percy reencaixar os acontecimentos em sua memória. Passado os oito meses iniciais, ele é enviado à uma missão que nem o próprio sabe ao certo qual é e claro, não faltariam monstros dos mais diversos para ele e sua espada Contracorrente ter que derrotar. Mas dessa vez algo estava fora do comum: Os monstros que ele "matava" não morria (desculpem a redundância), e alguns instantes depois estavam lá para aterrorizá-lo novamente. Foi quando ele conheceu Hazel Levesque e Frank Zhang, que o refugiaram no Acampamento Júpiter, que como pode-se deduzir é onde os meio-sangue descendentes dos deuses romanos se encontram. Algo semelhante ao que aconteceu com Jason, o semideus romano que foi parar no Acampamento Meio-Sangue, grego.

 Hazel é uma garota que guarda um passado secreto e sombrio e que a aterroriza até hoje. Não bastasse isso, esse passado pode interferir bastante no destino do mundo. Frank é um desastrado nato e aparentemente sem nenhum tipo de habilidade extraordinária. Ele também guarda um segredo, mas esse pesa bem mais em si mesmo que nos outros. Aos poucos o passado e segredo dos personagens são apresentados e os quebra-cabeças vão se resolvendo. 
“Sete meio-sangues atenderão ao chamado
Em tempestade ou fogo o mundo terá acabado
Um juramento a manter com um alento final
E inimigos com armas as Portas da Morte afinal.”
 Como já havia comentado na resenha de "O Herói Perdido", Rick não conseguiu me surpreender e/ou encantar com o primeiro volume da trama, apesar da novidade da escrita em terceira pessoa e dividida entre os três personagens principais até então. O autor dessa vez continuou intercalando os capítulos entre Hazel, Frank e Percy, e a aventura e a emoção que não achei tão presente assim anteriormente voltaram. O trio tem pela frente uma missão muito mais intensa, árdua e perigosa (dada as circunstâncias) aliada a junção da mitologia greco-romana à modernidade presente em todas as páginas (e feita em alto nível, diga-se de passagem) prende o leitor facilmente. Depois de uma certa frustração com o primeiro livro e ler O Filho de Netuno, não há como criar expectativas para A Marca de Atena, o título seguinte da série.

Série Heróis do Olimpo:
  1. O Herói Perdido
  2. O Filho de Netuno
  3. A Marca de Atena
  4. A Casa de Hades

6 comentários:

  1. Poxa, fiquei surpresa de você não ter gostado. Eu li e estou doida pra ler A Marca de Atena! Muito ansiosa! Gostei bastante dessa nova série do Rick Riordan!

    Beijo
    http://livroscontosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, O Filho de Netuno eu gostei. Não curti O Herói do Olimpo.

      Excluir
  2. Tenho quisto ler faz algum tempo Heróis do Olimpo >.<

    ResponderExcluir
  3. Eu confesso que não li Percy Jackson e nem esse, mas li os dois primeiros livros da trilogia dos Kane, então meio que não posso dar uma opinião de cara rs Eu confesso que gostei muito da escrita dele nos Kane e eu queria ler esse agora por ser mitologia grega uma das coisas que eu amo, depois da mitologia egípcia, vou tentar ler o primeiro vamos ver se vou concordar com você com isso rs Se você ler A Marca de Atena vou aguardar a resenha. Beijos. Sarah.

    Long on Books

    ResponderExcluir
  4. Oi Carlos!

    Confesso que li sua resenha aos pulinhos, pois como ainda não li a série e tenho interesse, foquei no último parágrafo. Que pena que não gostou tanto. Li diversas coisas positivas sobre esse autor e seus livros. Espero gostar mais que você ou quem sabe teremos a mesma opinião.

    Abraço

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Ainda não iniciei a leitura desta série. :x
    Tenho os livros "O Herói Perdido" e "O Filho de Netuno", mas não os li ainda. Percebi que você não gostou muito do primeiro livro. O bom é que o segundo te conquistou mais e pretendes continuar lendo a série. (:
    Enfim, gostei de saber tua opinião.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...