9 de janeiro de 2013

Resenha: A Culpa é Das Estrelas

Título Original: The Fault in Our Stars
Editora: Intrínseca
Autor: John Green
ISBN: 978-85-8057-226-1
Ano: 2012
Avaliação: ★★★
Número de páginas: 288 (211 versão ebook)

Sinopse: Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.


Hazel Grace é uma adolescente de dezesseis anos que convive com um câncer de tireoide com metástase nos pulmões em estágio IV, descoberto aos seus treze anos de idade. Por um milagre da medicina, seu remédio havia conseguido diminuir significativamente seu tumor, prolongando mais seu tempo de vida (sim, ela era considerada uma paciente em estado terminal). Para tentar integra-la aos outros adolescentes de sua idade e fazer ela aproveitar os "últimos dias de vida", seus pais decidem colocá-la num Grupo de Apoio (liderado por Patrick, sobrevivente de um câncer) no qual os integrantes são pessoas com os mesmos problemas que ela, mesmo contra sua vontade. 
"O grupo era formado por um elenco rotativo de pessoas com várias questões psicológicas desencadeadas pelos tumores [...] era megadeprimente, óbvio [...] Aí nós nos apresentavamos: Nome. Idade. Diagnóstico. E como estávamos no dia."
Nesse grupo ela conhece Augustus Waters (ou apenas Gus, como a Hazel prefere chamar), outro sobrevivente do câncer que logo cria afeição por ela e vice-versa. Juntos, eles passaram a encarar as respectivas doenças, preencher o vazio que há em suas vidas e viver cada dia como se não houvesse amanhã (desculpem-me a frase clichê). 
"[...] Os mortos são visíveis apenas através do terrível olho vigilante da memória. Os vivos, graças aos céus, mantém a capacidade de surpreender e de decepcionar."
Página 107
Vocês, leitores de blogs e afins com toda certeza já depararam com alguma resenha sobre esse livro, que a propósito foi o mais elogiado que vi na blogosfera no último ano que se passou. Foi exatamente a influência principal para ler essa obra. 

FanArt de Hazel e Gus
De primeira mão, achei um livro monótono e muito normal. Hazel, apesar de sua doença que a impossibilita de levar uma vida totalmente normal, consegue impor um surpreendente senso de humor que alivia a tensão dos fatos decorrentes. Quanto Augustus, a determinação e inteligencia são os pontos altos do personagem. Confesso que fiquei curioso para ler "Uma aflição imperial" de Peter Van Houten (personagem mais odioso da trama), o livro preferido de Hazel e de função importantíssima tanto no enredo do livro (A culpa é das Estrelas) quanto na história Hazel/Gus. Vale ressaltar que o livro não existe, ok? 

Ficou aquela sensação de insensibilidade de mais da minha parte, mas não achei o livro tão maravilhoso e profundo como muitos descrevem. Por exemplo (apenas um exemplo) "O Menino do Pijama Listrado" tem uma carga emotiva muito mais intensa que a obra do John Green. Esclarecendo, sim o livro é muito bom, rápido (fica a sensação de "já acabou?" ao final) quotável, mas não me comoveu. Poderia ter sido mais explorado... Não sei. Faltou algo. Enfim, se você não leu ainda duvido muito, fica a seu critério arriscar ou não.
"Os verdadeiros heróis, no fim das contas, não são as pessoas que realizam certas coisas; os verdadeiros heróis são as que REPARAM nas coisas."
Página 282

18 comentários:

  1. Ótima resenha. É bom ler várias opiniões, assim minha expectativa em relação ao livro não fica alta demais. Mas ainda quero muito ler. Está na estante esperando há um tempinho já.

    Beijos.
    http://navirj.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sabe que eu ainda não tive "Coragem" de ler esse livro? Acho que meu estado de espirito não permite, talvez por conhecer pessoas que tiveram/tem câncer. Um assunto delicado pra mim. De qualquer forma, eu amei a resenha!
    Parabéns Carlos.

    Beijocas.
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Carlos!

    Realmente, o livro é super comentado, todos amam. Mas eu não tenho essa vontaaaade toda de ler ele não, por não ser muito fã de drama. Mas fica a curiosidade, lógico, do porque de tanto alvoroço. A sua opinião já foi diferente das que vi por ai, o que prova que gosto é gosto mesmo... rs

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. é um dos livros que sempre achei que me debulharia em lágrimas ao ler. Mas vc falando assim, consigo até mais coragem rsrsr

    Ótima resenha.
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, apesar de ter muita vontade. Gostei de sua resenha justamente por ser um ponto de vista tão diferente de outros que vi por aí ^^

    http://blogdaninareis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Este livro é simplesmente excelente! Prendeu bastante a minha atenção .
    Adorei a escrita de John Green.
    Parabéns pela resenha!

    Bjs,
    Carol (wwwacervodemiss.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Esse livro entrou para os meus favoritos de 2012!
    É um livro muito bom, apesar de ser um pouco "pesado", mas que nos faz refletir! Nunca tinha lido nada do John Green e adorei a a narrativa!!
    Adorei a resenha!!

    Beijos
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho um pouco de receio de ler esse livro, todo mundo fala tão bem, é parece uma história linda, mais espero ler esse ano e tirar minhas próprias conclusões!
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blgspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho vontade de ler...mas ultimamente quando vou ler um livro muito comentado acabo me decepcionando hehehe Vou esperar um pouco e depois eu leio.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito que você se decepcione não, o livro é realmente legal. Só não achei tãaaao bom quanto falam.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. oLÁ Querido parabéns pelo blog resenhas bem feitas!

    http://diariodeumasonhadora2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Acho que por ter lido "A culpa é das estrelas" sem muita expectativa, acabei gostando bastante! Entendo sua opinião, até porque também não cai em lágrimas, mas de uma forma ou de outra, John Green consegue passar sua mensagem para o leitor... A situação mostrada no livro, infelizmente, não é tão rara de acontecer e talvez por isso eu tenha me sensibilizado mais.
    Ah! Eu também fiquei curiosa com o tal livro da Hazel. O personagem do autor também me irritou muito em algumas partes, hehe, mas enfim, boa resenha (; beijo!

    http://ourbooksontheshelf.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  13. Chorei mares inteiros lendo esse livro, não esperava muita coisa dele mas o autor conseguiu me deixar bem sensível quanto a história. Eu, pessoalmente, amo e odeio o livro, haha!

    Abraços,
    Laura.
    http://resenhasdalau.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Só eu não li esse livro?????
    Demoro muito para ler livros famosos, e nem é de propósito. Simplesmente não dá...
    Aí alguns livros que eu leio pouca gente conhece \o/
    Eu gosto daqueles esquecidos, de detalhes peculiares (é madrugada e comentários começam a não fazer muito sentido)...
    Enfim, mas quero ler A Culpa das Estrelas, um dia aí... inclusive comprá-lo para isso.
    Um dos motivos é porque eu gosto que um livro me emocione; não necessariamente que me leve ao choro, já que enredo triste nem sempre me provoca isso, mas que emocione simplesmente, a ponto que eu realmente me importe com os personagens.
    Mas já estou em dúvida.
    Bjss

    ResponderExcluir
  15. Eita que esse é um dos meus favoritos, acho a história do gus e da hazel fascinante e muito bem construída <3

    Robs - http://perdidoempalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. A gente se apaixona fácil por esse livro ♥ Os personagens são construídos com muito esmero, e a história é de partir o coração, né?

    Eu me tornei fã do John Green logo depois, quando fui atrás dos outros livros dele. Resenhei alguns lá no blog: www.pipocamusical.com.br/tag/john-green.

    Bjs,

    Raquel Moritz
    http://pipocamusical.com.br
    http://facebook.com/pipocamusical

    ResponderExcluir
  17. tenho muita vontade de ler o livro :/ mas até agora ñ conseguie compra-lo ainda,essa resenha só me deixu com mais vontade de ler :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...